E você não me conhece, eu não conheço você.
Te escrevo por absoluta necessidade. Não conseguiria dormir outra vez se não te escrevesse.

Caio F.

O blues já valeu a pena.

sábado, 26 de maio de 2012

depressa passa devagar assim

e a sua ausência me condena a dor.

E